Frei David está com a ONU na campanha #VidasNegras

Veja no site da ONU, Taís Araújo e mais de 20 lideranças do povo negro divulgando a "Campanha Vidas Negras Importam!"

https://www.youtube.com/watch?v=T2fjE8zlC2A


Racismo e controle externo da atividade policial

Essa Audiência Pública é fundamental para melhorar a ação do CNMP contra a matança de jovens negros.

Repasse para suas redes redes sociais.

Está chegando, dia 31/7 às 15 horas:


Curso online 3C na construção da riqueza

Curso online "3C da construção da riqueza". Bolsa de 100% EDUCAFRO Brasil.

 


Acabamos de conseguir 50 bolsas de 90% para o curso de introdução à "TEOLOGIA NEGRA"

Família EDUCAFRO,

Acabamos de conseguir 50 bolsas de 90% para o curso de introdução à "TEOLOGIA NEGRA" ministrado pelo fantástico Pastor, Henrique Vieira.

O Curso de Introdução à Teologia Negra se propõe ao exercício de descolonização da Teologia Cristã para resgate da essência emancipadora do Evangelho. O curso é uma tentativa de libertar a TEOLOGIA das garras dos opressores e trazê-la para todos. As pessoas honestas entendem o que queremos dizer.

Serão 10 aulas, sendo 8 gravadas e duas ao vivo, pelas redes sociais.

O valor integral, simbólico, do curso é de apenas R$97,00.

Os indicados pela EDUCAFRO terão bolsa de 90%, pagando por todo o curso só R$10,00.

O que fazer para ser selecionad@ para essa bolsa?

Manifeste seu interesse entrando nesse link: https://forms.gle/nfBtZzgVs61SD1Ai6

O resultado, dizendo que você foi selecionado ou não, sairá em 24 horas! Será uma experiência incrível, que irá marcar sua vida para sempre!


Inclusão digital: CESA e EDUCAFRO contam com Você

As entidades acima estão unidas para promover a inclusão digital de universitári@s, de estudantes da EDUCAFRO tech e dos pré-vestibulares EDUCAFRO.

A instituição CESA (Centro de Estudos das Sociedades de Advogados) sediada em São Paulo/SP, e outras secções em várias regiões do Brasil, possui mais de 35 anos de história, contando com mais de 1.000 associações de Advogados em todo país.

Ela se sensibilizou com a nossa causa e estamos estruturando uma campanha de doação de tablets, computadores desktop e notebooks para serem passados, por comodato, aos noss@s alun@s em situação de vulnerabilidade financeira.

Sentiu -se chamado a ajudar?
Entre em contato pelo e-mail inclusaodigital@educafro.org.br

A pandemia trouxe preocupação para toda sociedade e desespero para os mais pobres. A pandemia impossibilita os pobres de estarem em iguais condições, em sala de aula.

A pandemia é um fator limitante do desenvolvimento desses grupos sociais que futuramente prestarão ENEM, Vestibulares e seleções em áreas de Tecnologias.

A Campanha tem previsão para início nesse mês de agosto, com a entrega de Tablets a@s alun@s de cursinho em modo de comodato, a qual após ser aprovado, poderá levar o tablet para sua residência e assim acompanhar, com qualidade, as aulas remotas de seu núcleo de pré-vestibular.

Estamos imensamente felizes com a notícia que beneficiará nossos irmãos e irmãs sem condições a continuarem seus estudos em meio a pandemia.

Se você se encontra nesta situação de vulnerabilidade financeira e está sem acesso aos estudo preencha esta ficha de inscrição no link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScGvqjfAnU5tw9ZixnLNXm4VGFcKoaxnfjhNr-5xXIOVdDgyw/viewform

Mais informações enviem Whatsapp para:

Alessandra - (62)99307-5920

Cesar Augusto - (11)94273-8363

Rodrigo - (11)96768-8911


Vaga para profissionais da área do direito

A EDUCAFRO em parceria com um dos maiores escritório de direito em São Paulo anuncia a contratação de advogados para vagas temporárias.


A Educafro, FISESP e a CONIB estão juntas em articulação

A Educafro, FISESP e a CONIB estão juntas na articulação de uma ação com o objetivo de promover a aproximação, entendimento das comunidades negras e judaicas.

Serão dois dias de evento, com palestra e com 2 grupos de interação. O total de participantes será de 30 pessoas sendo 15 da comunidade Judaica e 15 da comunidade negra.

No dia 26/07 contaremos com a presença do PhD Adilson Moreira que é o Primeiro Brasileiro negro a fazer doutorado em direito em Harvard, o Mestre Daniel Douek Diretor do Instituto Brasil Israel, falando sobre a memória e construção das comunidades negra e judaica.

E no dia 02/08 Com o Mestre em Historia Michel Ehrlich, coordenador do Museu do Holocausto de Curitiba e com a Advogada Silvia Souza Coordenadora do Departamento de Assuntos Antidiscriminação do IBCCRIM e primeira Mulher negra a fazer sustentação oral no STF, sobre ativismo anti discurso de ódio.

Esse formulário deverá ser preenchido por quem quer participar do evento Seminário Cidadania Contra o Ódio, que irá se desenvolver dias 26 de julho e 02 de agosto de 2020, das 18:00 até 19:30
As Inscrições acabam sexta feira dia 24 de Julho 2020 as 23:59

https://forms.gle/rMTr9ybRPX2NRVw26

Não Perca essa oportunidade


Você é negro e quer passar em medicina em uma UNIVERSIDADE FEDERAL?

Se você for aprovado no vestibular de uma federal e comprovar ser pobre, terá direito a bolsa moradia e alimentação!

Se provar ser de origem quilombola ou indígena, além das bolsas acima, recebe do governo federal uma ajuda locomoção de R$ 900,00 por mês!

Se você tiver esse perfil e  quer um Pré-Vestibular arrojado, entre nesse link e se inscreva, urgente!

Essa oportunidade é exclusiva para inclusão de afro-brasileiro.

 

Clique aqui! 


O que você tem visto nesta pandemia?

Não podemos negar. Temos vivido momentos difíceis. Momentos onde o racismo estrutural e institucional se escancara, mostrando o tamanho da desigualdade social no Brasil.

Temos visto muito.  Temos feito diversas atividades para impactar e empoderar nosso povo preto. Através da política, da edução, da empregabilidade, da Tecnologia da Informação. E ainda assim, temos visto muito. Muitas coisas que não deveriam existir.

Para mudar ainda mais essa situação, no último domingo, dia 12/07, iniciamos um novo momento da nossa história nesta pandemia.

Mas como essa história começou?

O ministério público do trabalho conseguiu que a justiça transformasse em  multa, penalidades. A EDUCAFRO foi escolhida para organizar atendimento a famílias carentes, com as verbas destas multas.

E quem luta com a gente?

Para começar essa distribuição, entendemos que precisávamos de aliados! Por isso construimos uma parceria com o Instituto Equânime Afro Brasil. Se você ainda não conhece o instituto, deveria! O Instituto tem a missão de lutar por melhoras na saúde da população preta no país, um assunto quase esquecido no Brasil. E faz isso através de políticas públicas, compartilhamento de informação e formações. Neste período de pandemia, o Instituto tem levado cestas básicas, ítens de higiene e muito mais para diversas comunidades periféricas de São Paulo. Já são diversos domingos que o Instituto tem realizado esse trabalho, com o apoio de uma equipe incansável de voluntários.

E foi em parceria de luta com o Equânime que começamos essa jornada.

A primeira Entrega?

O local escolhido para a primeira entrega foi a Comunidade da Brasilândia, onde tivemos a oportunidade de ajudar 194 famílias! Levamos cestas básicas, legumes e verduras, absorventes, álcool em gel, máscaras e, além desses materiais essenciais, levamos também oportunidade!

Sim, levamos para eles através de um folder informativo, algumas das principais oportunidades que a EDUCAFRO oferece. Levamos também, várias dicas de saúde nesse período, todas fornecidas pelo Instituto Equânime. Um momento onde levamos além do básico, levamos oportunidade, levamos informação, levamos chances de mudar realidades.

Daqui pra frente?

Ainda há muito a ser feito, a gente sabe! Mas não podemos e não queremos parar. Queremos não apenas ver. Queremos agir. E enquanto existir desigualdade, racismo e falta de amor, vamos lutar. Lutar pelo nosso povo.

As ações durarão os meses de julho, agosto e setembro e iremos atender periferias das zonas leste, norte e sul, atingindo muitas comunidades!!

Agradecemos a nossa equipe de voluntários que trabalhou com coragem para garantir que essa ação acontecesse! Vocês são guerreiros e guerreiras!

As verdades que a desigualdade expõem nos incomodam cada vez mais. E se não te incomodam, você precisa rever seus conceitos.

Vamos juntas e juntos?